Tag Archives: crime organizado

“Interagindo com a justiça no combate aos crimes cibernéticos”: debate na Campus Party 2013.

Participação no debate promovido pelo NIC-BR na Campus Party 2013 com o tema “Interagindo com a justiça no combate aos crimes cibernéticos”.

Campus Party: “Interagindo com a Justiça no combate aos crimes cibernéticos”

Campus Party

Grupo “Anonymous” obtêm acesso a 15 milhões de dados da Receita Federal e disponibilizam site para pesquisa de C.P.F’s.

Anonymous

Integrantes do grupo denominado “”Anonymous” divulgaram a informação de que teriam logrado êxito em obter mais de 15 milhões de dados da Receita Federal do Brasil, disponibilizando para qualquer usuário da internet um endereço eletrônico em que é possível obter as informações através da inserção de um número de C.P.F..
Até o presente momento, não há qualquer confirmação da Receita Federal sobre a veracidade do acesso indevido aos dados daquela instituição por parte do grupo “”Anonymous”, mas é possível serem vistos no site do grupo informações relacionadas a Presidente Dilma Rousseff e o ex-Ministro José Dirceu.
Em períodos anteriores, diversos ataques promovidos contra os servidores da Receita Federal brasileira foram rechaçados pelo sistema de segurança daquele órgão, o que implica que, em sendo verdadeiras as informações disponibilizadas, este terá sido a primeira violação de segurança bem sucedida nas últimas décadas.
Informações relacionadas aos dados disponibilizados pelo grupo podem ser obtidas na U.R.L. http://exposed.freedombr.net, muito embora deva ser ressaltado que eventuais consultas a venham a serem realizadas possam implicar na captura de informações.

Administrador do “Silk Road”, site de venda de drogas e armas da “Deep Web”, é preso nos Estados Unidos.

O Fim do "Silk Road"?

O Fim do “Silk Road”?

Autoridades norte americanas prenderam um homem em San Francisco, Califórnia sob a acusação de ser o operador de um dos mais famosos sites da denominada “Deep Web” e que permitiria a seus usuários comprar armas e drogas do mundo todo usando uma moeda criptografada, denominada “Bit Coin”, a qual garantiria o anonimato dos mesmos.
Ross William Ulbricht, também conhecido como “Infame Pirata Roberts”, foi preso pelo FBI na terça-feira por seu suposto envolvimento com o site da “Deep Web” denominado “Silk Road”, um mercado online de drogas e armas, de acordo com documentos judiciais, publicados nesta semana.
Uma denúncia velada de 27 de Setembro teria sido formalizada pelo pesquisador de segurança Brian Krebs na qual Ulbricht é acusado de tráfico de drogas,  conspiração, lavagem de dinheiro e muito mais.
Segundo Promotores norte americanos, Ulbricht teria auxiliado no tráfico de substâncias controladas desde 2011 até a semana passada.
As Autoridades dos Estados Unidos dizem que os narcóticos movimentados através do site “Silk Road” incluiria um quilograma de heroína, 5 kg de cocaína, 10 gramas de LSD e 500 gramas de metanfetamina.
Além disso, os promotores afirmam que Ulbricht teria solicitado em março deste ano que um usuário do “Silk Road” praticasse um assassinato de aluguel. O candidato a vítima, de acordo com o FBI, seria um outro usuário do site, que teria ameaçado liberar a identidade de milhares de usuários do “Silk Road”.
Ao permitir a usuários realizar negócios através de software de anonimato, utilizando a moeda digital criptografada “Bitcoin”, o “Silk Road” funcionaria desde 2011 como um centro online para atividades ilegais.
Antes de ser encerrado, os clientes do “Silk Road” que tivessem conhecimento suficiente para navegar pelo site, podiam acessar uma infinidade de produtos para aquisição através de “Bitcoin”, tais como armas de fogo ilegais, drogas ou, supostamente, assassinatos.

Fraude contra Televisão por Assinatura

Cerca de 10% dos cerca de 17 milhões de assinantes da TV paga no Brasil em todas as modalidades utilizam artifícios fraudulentos como o denominado “cardsharing”com o objetivo de ter acesso a mais canais do que paga em seu pacote com a operadora. Em outras palavras: o assinante compra na rua ou na internet um receptor que consegue burlar a proteção no sinal que ele recebe em sua casa por intermédio do compartilhamento das chaves criptográficas pela internet. Fato é que a pirataria tem crescido de maneira praticamente equivalente em todos os países latinos e até mesmo nos Estados Unidos. Na reportagem apresentada pelo Jornal da Gazeta no dia 06 de Agosto de 2013, você pode acompanhar nossa entrevista trazendo comentários sobre a pirataria dos sinais de televisão por assinatura.